sexta-feira, março 16, 2007


Os contornos da coisa...

Não são claros!
Nada claros!

Por um lado, é claro que a Andreia Elisabete foi raptada.
E isso é grave! Claro que é!

O Hospital estava distraído... tem dos melhores sistemas de controlo de acesso mas... não funciona!
Mas, o que mais me preocupa é que a menina vai sofrer agora mais um trauma:
Já não lhe bastava ir ter que chamar Pai a outro... vai passar de Joana para o nome que primeiro lhe escolheram...

Andreia Elisabete. (ou será que leva H?)

Digam lá se não é razão qb para futuros desnortes e desmandos psicológicos?!

O caso é confuso... mas o que me mais me confunde é o Pai emprestado, aquele senhor que descobriu ao fim de um ano que a filha não era dele.

Um monumento aos distraídos!

O Homem não percebeu, nos 9 meses que durou a pretensa gravidez da companheira, que afinal nem barriga havia.
Não estranhou o parto rápido.
Não ficou baralhado pela rápida recuperação.

Não deve ter perguntado à companheira porque não dava de mamar à filha.
Nem deve ter visto os sintomas da depressão pós-parto (e que se calhar até aconteceram).

O Homem é mesmo distraído!

Para além da sua nova filha, já tem um filho adoptado e não repara que tamanha pressa e urgência em ser pai biológico pode confundir o rapaz...

Se calhar ainda acredita na história da cegonha!

"Oh filha (dirigindo-se à mulher) eu hoje, por acaso, o que queria mesmo era ser Pai. Achas que podes encomendar à cegonha para entrega daqui a 9 meses?"
Imagino que deve achar que ao receber a filha dos outros, tudo não deve ter passado de uma confusão da cegonha, motivada pela gripe das aves...
A história faz sentido... e por isso deve-se castigar a Cegonha! Uma vergonha, um desmazelo nas entregas...

Esta novela é bonita. As personagens são bem construídas, até têm um não sei quê de surreais...
Tem mais acção que os filmes do Manuel de Oliveira

Se não fosse a sério eu dizia que só nos filmes (de qualidade discutível).

Já agora... e se candidatassemos a Mãe Biológica a um Óscar?!

Do género:

Óscar para um Mãe estremosa, frequente e inconsequente e com mau gosto para escolher nomes para os filhos.

O prémio... em vez de ser uma estatueta, deveria ser uma caixa tamanho gigante de preservativos para por fim às novelas familiares...

39 comentários:

bell disse...

Essa do marido não perceber que ela não estava grávida é uma história muito mal contada! Quase tão inacreditável como a história daquelas futuras mães que chegam ao hospital a queixar-se de uma dor de barriga, a criança nasce e elas afirmam a pés juntos que não sabiam que estavam grávidas.

A mão que escreve disse...

Esta história está mal contada em todos os sentidos!!!
Mas o que acho pior de tudo, para além do nome que é quase uma anedota, é a criança passar de uma casa onde tinha todas as condições, para uma aldeia no fim do mundo, mais precisamente numa casa degradada e com uma catrefada de irmãos...
Eu acho que era melhor ela continuar com a mãe que a raptou...
é duro, mas é verdade.......

VICIO disse...

será que este post é uma tentativa de levar os média à falencia e tirar os portugueses de frente da TV?

joaovitor disse...

eu acredito bem que ele não percebesse porque há gajos que so vão a casa pra comer e dormir... mas mais triste foi o que se passou ontem na aldeia dos pais biológicos. o povinho organizou uma festa para a pobre rapariga e quase que tentaram à força ver a criança, quando os pais a queria proteger...

asdrubal tudo bem disse...

Mais uma estória bem reveladora de miséria, da ignorância e da incompetência que cada vez mais vamos tendo por cá.

Bolacha Maria disse...

A melhor parte (para além do nome da piquena) é mesmo o "pai" não ter reparado que agravidez da companheira era tanga..Será que ele alguma vez a viu despida???Ou sabe onde se dirigir para fazer meninos???

Carmen disse...

Esta estória não tem mesmo ponta de jeito por onde se lhe pegue!!!
È um somatório de "irreais", retrato do povo que somos!!!

zarolho disse...

Quando vi a notícia na tv fiquei extremamente preocupado. Imagino as marcas que a mudança de nome não deixará na criança!!! Quanto ao resto, preferia que esta notícia fosse abafada: dá mau nome aos portugas...

as velas ardem ate ao fim disse...

Toda esta historia me entriste at+e o dito final feliz.

bjinhos

peace_love disse...

eu já nem vejo telejornais..é o mesmo que estar a ver novelas..

Carracinha linda! disse...

Realmente...acho que existem coisas muito mal explicadas nesta história!

Mais um triste acontecimento neste cantinho de "fenomenos" estranhos!

tulipa_negra disse...

há algo que cheia muito mal nesta história toda... tenho pena é da criança...

beijocas e boa semana

NiNa disse...

Exacto, infelizmente a criança é que irá sofrer com tudo isto...a começar com o nome :P
E de certeza que a história está mto mal contada! O marido quando se apercebeu pulou fora!
E sim,presevativos urgentes para aquela sra. À conta do rapto já remodelou a casa...

SA disse...

realmente essa história do pai adoptivo está muito mal contada, cá para mim ele é cúmplice. o nome da menina Andreia Elisabete é mesmo de bradar aos céus... enfim, que ao menos agora tenha paz e felicidade

Patrícia Pêra disse...

Há coisas do diabo, de facto...

Aragana disse...

Os tipos de Hollywood deviam de vir cá ver isto!

Aragana disse...

Os tipos de Hollywood deviam de vir cá ver isto!

jomaolme disse...

De facto...
A começar pelo nome...
Bem...
Até mete impressão...

Boa semana

bluegift disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
bluegift disse...

Que estória miserável, de uma ponta à outra. No fim, não fosse o acto criminoso, mais valia que a Joana tivesse ficado com os raptores. Tenho pena daquela mãe resignada com a vida e tão habituada a ser pobre, mas não está correcto ter filhos para os lançar na miséria ou a famílias de acolhimento. Tenho pena deste povo que ainda vive de forma escandalosamente miserável e com uma mentalidade típica da idade média...

Francis disse...

Eh, pá. Pode acontecer. É daquele tipo de coincidências. Como um gajo chegar a casa depois de 12meses embarcado e descobrir que a mulher deu à luz há 2 meses apenas.

Lu.a disse...

É um fenómeno!
De onde é o casal? Do Entroncamento?

PR disse...

Hum, hum, abraço,

Cláudia disse...

Alem de todas as razões que enumeras...do nome, dos pais...
O que me preocupa são as condições em que a menina vai viver...
Espero que não sofra mais ainda.

Cláudia disse...

A primeira coisa que disse, quando vi esta noticia foi:Mas o homem não tocou na mulher durante 9meses?
Não a foi ver no suposto dia do parto???
E achei piada, quando ele foi entrevistado pela TVI, fugiu a estas questões que o jornalista fez...
Enfim

Diabba disse...

Coitadinho do marido inocente... 9 meses completamente enganadinho, ela ali a fazer barriga e vai-se a ver eram gases...

Cá pra mim o gajo que agora se raspou bem sabia que a criança não era dele... ficou foi na moita!

beijo d'enxofre

wind disse...

De facto parece surreal!
beijos

Maria Strüder disse...

Caramba mas deve ser a porra da pior sensação do mundo ficar sem um filho assim!
Que frustração!!

Peter disse...

Não deu pela mulher estar grávida, tem um filho adoptivo, hum ...

Claudia_peixinha disse...

Sem dúvida uma história mal contada onde infelizmente quem sofre são mais uma vez as crianças inocentes.

Um beijo e boa semana.

Lúcia disse...

não compreendo o facto de se passar tanto tempo à procura de uma criança, para depois a entregar a uns pais que já têm 3 filhos em casas de acolhimento, porque não têm condições de os criar, e outros tantos em casa, a passar dificuldades. provavelmente essa criança, num futuro próximo vai ser entregue a outros pais, os 3ºs.
que adulto vai ser essa criança?
não me lixem!
o rapto é condenável, claro que é. o companheiro da raptora é imbecil, claro que é. mas a criancinha, que não tem culpa de nada, vai ser a mais prejudicada, no meio desta fantochada toda!

Carmen disse...

Vale a pena voltar para ouvir o Chico!!!

Teresa Durães disse...

olha, desta história estou mesmo a leste. e que tal um * para os mais distraídos???


cof cof cof

Hindy disse...

Estou cheia de trabalho! Só passei para deixar um beijinho hindyado.

Enfim... disse...

tu e o raio dos preservativos lol.Bjokas

Alien David Sousa disse...

Afinal não são só as loiras que são distraidas.

Isto foi um comentário leve! ;)

beijos diabinho

Mafalda Freire disse...

Sinceramente, acho tudo muito estranho, como é que este dito não ter reparado que a companheira nem sequer estava grávida.. e ops.. já tem uma criança nas mãos.. só se a mulher fosse mesmo gorda é que dava para disfarçar!!! Infelizmente as crianças é que são prejudicadas..

confissoesdeumasurda.blogs.sapo.pt

Yashmeen disse...

Ora Elisabeth com "h" é um anglicismo. Ou se escreev Elizabeth ou ebtão Elisabete, como mandam as regras ortográficas do Português.
E deixe-me que lhe diga que a combinação é sofrível, mas que Elisabete é um nome carregado de História e simbolismo... ;)

Yashmeen disse...

Leia-se:

*escreve
*então