segunda-feira, fevereiro 26, 2007

Nunca acreditei tanto ...na reencarnação!

Eça de Queirós surpreende-nos por inúmeras razões. Seja pela sua qualidade literária, seja pela professora velha e chata, que nos bombardeava com os Maias no secundário, seja pela forma irónica como sempre se referiu à política!

Obras como "O Conde de Abranhos" e a "Ilustre Casa de Ramires", são autênticos manuais de uma certa forma de fazer política e no fundo resumem aquilo que Nicolau Maquiavel descrevia como "arte de conquistar, manter e exercer o poder, o governo.

Ainda que haja contas a ajustar com Eça de Queirós, pelas horas de sono roubadas em vésperas de exames, há que reconhecer algum poder visionário, tendo em conta a nossa actual realidade. Os Condes de Abranhos estão aí e invadem-nos os lares diariamente!

eheheh!! Saudações infernais!

43 comentários:

Sulista disse...

...uma Nódoa lá posta pelos seus eleitores :-(


Nota- Eu devorei os MAias! Ehehehe

Saudações calorosas Grande Belzebu ;-)

Casemiro dos Plásticos disse...

o eça é o maior!

Pipinha disse...

Sempre actual... Será que não é possível fazer uma espécie de upgrade político para que o Eça deixe de ser actual???

Alien David Sousa disse...

Belzebu, Eça foi um visionário. Mas duvido que este governo saia com Benzina porque é uma nódoa. Este governo só vai sair se o povo se der ao trabalho de votar para o tirar do poleiro. Qual "Mistério da Estrada de Sintra" ? Não é um mistério. É um caso de simples resolução se o povo assim o desejar.
Beijinhos Diabinho

asdrubal tudo bem disse...

Se a esse visionismo politico juntarmos a realidade do primo basilio e do crime do padre amaro...

Carmen disse...

A actualidade das análises do Eça não significaram um mal maior do que a nódoa deste governo??
Não será antes a nódoa do povo que somos?
Senão como continuaríamos a ter políticos assim?

Isabel-F. disse...

".....
Ainda que haja contas a ajustar com Eça de Queirós, pelas horas de sono roubadas em vésperas de exames, há que reconhecer algum poder visionário, tendo em conta a nossa actual realidade. Os Condes de Abranhos estão aí e invadem-nos os lares diariamente!
"


Adorei. Deslumbrantes as tuas palavras.

Bj

Tuche disse...

Amigo até acredito que ele foi um visionário mas que também foi uma grande seca no secundário lá isso foi ahahah

Beijossssssssssssssssssssss

Geo disse...

é grande!

Catarino disse...

Grande visionário, embora se "inspirasse" muito nos seus contemporâneos estrageiros (principalmente franceses, estou a lembrar-me de Gustave Flaubert)...
Adorei os Maias...
Li-os 3 ou 4 vezes, já nem sei muito bem...
Grande obra, que por acaso saiu no meu exame nacional de 12º...

susana disse...

já não vai lá com benzinas...

Anónimo disse...

deficiente texto... deficiente escritor

peace_love disse...

é verdade, há escritores que são sempre actuais! Fernando Pessoa é outro que passem os anos que passarem, parece sempre actual!

Horas de sono roubadas? A mim não aconteceu :)

Maria Manuel disse...

As qualidades da escrita do Eça quase sempre só são inteiramente percebidas e apreciadas na maturidade. É por isso que tanta gente o recorda como "uma seca no secundário"... e os profs de Português, uns chatos!

A prof. de Português do Secundário
MM
:-)

Claudia_peixinha disse...

Mais uma acrescentar ao imenso lote de leitores dos "Maias".

Dever a quanto obrigas....

Se gostei ? Não ...eh Eh Eh

Jokas e boa semana:)

Aragana disse...

CA GANDA FRASE PÁ

marta disse...

Não meu querido, é muito pior do que isso.

Não foi visionário, os portugueses é que são sempre os mesmos.
E os governos também.

Andreia do Flautim disse...

Eu por acaso gostei de ler os Maias!=)

P.S. As provas correram bem, e outra metade correu menos bem! lol
Vamos lá ver...

as velas ardem ate ao fim disse...

Viva o Eça!

bjos

Kableira disse...

realmente durante o secundário o eça é um gajo chatinho. mas passados alguns anos, após feitas as pazes, é preciso reconhecer que ele é um grande escritor!

marco disse...

VEM VOTAR!
INTERESSE NACIONAL!!!

CORCUNDA disse...

Tens razão. Apesar de nunca ter conseguido ler os Maias por completo, o homem tinha realmente qualquer coisa de visionário. Mas também acho que pessoalmente conseguirei visionar como estará este país daqui a 100 anos...
Abraço.

NiNa disse...

Os livros dele são simplesmene óptimos! Apesar de mito descritivo a sua intemporalidade é fenomenal :P
Ganda Eça!!!
beijocas

PR disse...

Não gosto de Eça. Sorry. Antes Camilo. Abraço.

Visi disse...

olha, a pedido de mt familias voltei!!hihihi;)

migvic disse...

Eu foi um dos contemplados por ler os Maias, que gostei....a forma como ele parava de narrar para descrever tudo,ao pormenor, que rodeava ...

Paula Nogueira disse...

Ja no tempo dele se sabia o quão corrupto são os nossos politicos...
O que é vergonhoso são os proprios politicos não se tocarem e continuarem a roubar mais...mas ok...
O Eça diz muita coisa mais que acertada...
Kusjes****

sofialisboa disse...

vim aqui por acaso, mas o teu senso de humor é que é brilhante, acutilante e mauzinho mesmo!!!parabéns e voltarei...sofialisboa

Papagueno disse...

Um bom livro é para ser lido com prazer, nunca por obrigação. Assim o fiz com todos os livros do Eça. um abraço.

jpg disse...

Gostei imenso do texto e da ideia de mostrar que os homens inteligentes não têm época e que os burros... também não!

Se e ste governo soubesse ler, por certo que logo proibiria a venda de benzina e de todo e qualquer tira-nódoas mais sofisticado.

Saudações cá de cima, onde o tempo está cada vez pior.

poca disse...

e das bem grandes!!

boa sorte na busca.. se quiseres ajuda diz ;P

Luna disse...

ès mesmo um diabinho, hoje digo eu saudações infernais hehehehe.
jinhos

sa disse...

um genial escritor e nada mais há a dizer !

Blueshell disse...

Apenas um beijo terno
BShell

Maria Strüder disse...

Adoro os Maias, e o Eça.
Também gosto muito do Camilo Castelo Branco, do Pessoa, da Sophia, do Cesário, ...
Boa escolha.

Hindy disse...

É isso mesmo!

beijos :o)

Mocho Falante disse...

olha e é vê-los as nascerem que nem cogumelos e de forma assustadora...mas porque será que não os põem a ler o Eurico o Presbítero para ver se adormecem porque enquanto dormem não fazem chiqueiro

Abraços

wind disse...

O mais engraçado é que ele continua actual.
o que quer dizer que os políticos não mudaram . eheheh
beijos

deep disse...

"As Farpas" cairiam que nem ginjas!!

Boa semana.

Cris disse...

Felizmente, o Eça nunca me roubou horas de sono nos meus tempos de estudante pois sempre o admirei assim como às suas obras. Mais horas me rouba agora quando tenho de preparar as aulas sobre os seus livros e assim massacrar quem não consegue gostar da sua escrita e pensamento!

Bjs

Alien8 disse...

Eça, uma seca? Não para mim, não para mim...

Acrescento "Uma Campanha Alegre" aos dois exemplos que deste a propósito da política.

Devorei todo o Eça que pude, e não me deve faltar mesmo nadinha. Sou fã, e pronto :)

Saudações alienígenas.

Sandra disse...

Pelo menos alguma coisa evoluiu...a professora velha e chata...não acham?!!

Beijinho

Yashmeen disse...

O Eça e o Tolstoi conseguiram o feito de obervar o seu tempo estando ainda dentro dele. As sociedades mudam, mas estes génios perduram.

Saudações demoníacas