terça-feira, maio 27, 2008

O desafio da sobrevivência!

Todos nós, esta grande massa de descontentes e desiludidos, vítimas das ratazanas dos corredores do poder, vamos acumulando quase sem dar conta e com alguma (muita) paciência, razões de queixa e uma raivazinha difícil de controlar!

É algo que arde sem se ver mas que que vai corroendo a nossa tradicional capacidade de sofrimento, essa coisa que os poetas nos atribuem e que não faz qualquer sentido, pois sofrer em silêncio dói sempre a dobrar!

A subida desenfreada dos preços dos combustíveis, dos cereais e de outros bens essenciais, está finalmente a agitar alguns sectores da sociedade, que até agora saíam ilesos das sucessivas crises e que sempre puderam bem com o mal alheio. A fome, a miséria extrema, o desespero, começam a fazer parte do nosso vocabulário diário e deixam de ser realidades para ver noutras latitudes, num noticiário qualquer. É o fim desta maioria silenciosa e o definhar da classe média, que quando acossada... estrebucha!

Noutras latitudes, as tais que há muito ouvimos falar, comodamente sentados nos sofás comprados a crédito, o drama é pior que nunca. No Bangladesh o preço diário da alimentação, sofreu um aumento de 96 cêntimos - 30% de aumento para quem vive com 3,20 euros por dia.

Aquele abraço infernal!

40 comentários:

foryou disse...

E bota hipocrisia nisso!!!

Marco disse...

Infelizmente acredito que seja uma questão de tempo até chegarmos lá... os saquinhos de lentilhas enviados por uma qualquer ONG cá chegarão, para mostrar que batemos no fundo. Viva Portugal!

Zé Povinho disse...

Os problemas muitas vezes só nos tocam quando os sentimos na pele. Em regra 2temos pena" ou "lamentamos" as situações de quem vive na miséria extrema, mas é tão mais fácil pensar que essas coisas só acontecem aos outros, e bem longe de nós.
Agora que os problemas são reais entre nós, vamos ver quanto tempo mais falta para que as consciências adormecidas despertem para uma realidade, que longe de ser passageira teima em permanecer e agudizar-se.
Quanto tempo mais durará o silêncio e a resignação?
Abraço do Zé

Caracolinha disse...

Olá grande amigo dos infernos ... :) ... ainda te lembras aqui da molusca ... vero ??

Pois as subidas desenfreadas não são a minha especialidade até porque a mnha velocidade não e compadece com grandes dispêndios energéticos ... :)

Xiça ... estava difícil a visita heim ????

Beijinhos encaracoladamente saudosos meu amigo dos infernos !!!!

Sorrisos em Alta disse...

E lá, será que também se queixam, queixam, queixam... e depois gastam mais de 200 euros no Rock in Rio?
;o)

Abraço

meg disse...

Belzebu,

E que tal, para desanuviar desta desgraceira, dares uma volta por aí, alguém que já conheces como amigo, gostaria de te rever.
E durante uns minutos aliviavas esse pedo que todos nós carregamos em nome de não sei bem o quê.
E aqui fica o convite desta tua amiga.
Um grande abraço para ti

Brigitte disse...

e esta noite lá subiram novamente o combustivel....e eu com o super deposito quase vazio :(

P.s.Skank....mt bom
beijos

Sol disse...

Estou muito preocupada, mesmo!
Até já sonhei com isso!!

Beijinho

miguelpontocom disse...

Com as coisa que se passam por aqui, está preocupado com o Bangladesh.

Cláudia disse...

Pois...isto tá pela hora da morte!
Eu nao sei onde isto vai parar|

Beijinho

Rafeiro Perfumado disse...

Um dia (cada vez mais próximo) a coisa estoira, pois uma coisa é haver falta de alimentos por razões naturais, uma coisa é haver aumento dos combustíveis por falta de matéria-prima, outra coisa é saber-se que tudo é obra de especuladores. Alguém anda a ganhar muito dinheiro à conta do sofrimento dos outros...

Um grande RAUF para ti!

Custódia C.C. disse...

Eu diria que é finalmente a globalização da miséria :(

cosmic girl disse...

estou à espera de ver o povo revoltado às vezes parecemos robots. vamos lá fazer barulho!!!!

este post podia ter de fundo uma música do Gabriel o Pensador que no refrão diz algo do tipo:
"até quando você vai levando porrada, até quando vai ser saco de pancada!"
aconselho a pesquisar a letra e perder uns minutos a ler.

cosmic girl disse...

ah o Rock In Rio é um exemplo de Hipocrisia... dão 2% dos lucros a uma causa mas enchem os bolsos à custa dessa imagem!
EU NÃO VOU
(e tb não queria ir lllooolll)

Vício disse...

vê só a sorte de muitos portugueses que vão ver a sua desilusão e descontentamento posto de parte durante algum tempo graças ao euro!

wind disse...

Bom post de intervenção!
Beijos

conchita disse...

Não sei onde é que isto vai parar, só sei que brevemente teremos só duas classes sociais, os milionários e os paupérrimos!!
Continuação de uma boa semana :)

PsYcHo_MiNd disse...

Uma (infeliz) realidade a que já ninguém vai escapar!

Su disse...

infelizmente assim é


jocas maradas

Zé Rocha disse...

Começamos agora a pagar a conta choruda do turbo-capitalismo dos tios Milton Friedman, Ronald Reagen e da tia Margaret Tatcher, que na sombra do «pogresso», nos guiaram brilhantemente para os caminhos ínvios do ultra liberalismo bafiento...

Começamos a pagar e a conta será mais pesada,como é de bom tom ,para quem menos pode.

Aguardemos as novidades do «livre funcionamento do mercado»,dá sempre resultado,dizem eles.

O Pinoka disse...

Podemos começar todos por tentar fazer alguma coisa tal como tenho lá no meu ultimo post.
Tentar não custa.
Um abraço

Teté disse...

Pois, também acho que qualquer dia isto rebenta! A hipocrisia e os desmandos dos gajos do poder são cada vez mais descarados e na verdade ninguém gosta de "passar de cavalo para burro".

E estamos todos nessa situação, salvo alguns especuladores, capitalistas e governantes, cujo o único objectivo na vida é o lucro. Querem lá saber se há fome ou miséria? O que importa são os cifrões!

Cambada!!!

Abraço terreno!

Andreia do Flautim disse...

é uma vergonha!

Rita disse...

Isto terá forçosamente que chegar a um limite e quando chegar sái de baixo...
Jokas

Teresa Durães disse...

cada vez mais, a fome escondida

papagueno disse...

Eu só pergunto, até quando vamos continuar a aturar isto?
Um abraço.

White_Fox disse...

Nós às vezes dizemos que a nossa vida está má, mas nem olhamos para os outros que estão ainda pior.
Mas se as coisas continuam a encarecer desta maneira não sei onde este mundo vai parar...
abraço

White_Fox disse...

Nós às vezes dizemos que a nossa vida está má, mas nem olhamos para os outros que estão ainda pior.
Mas se as coisas continuam a encarecer desta maneira não sei onde este mundo vai parar...
abraço

Sofia disse...

É triste e nós para lá caminhamos a passadas largas!

NiNa disse...

É surreal toda esta situação...só sei quem é que efectivamente se trama no final!!!

Não tendo nada a ver com o caso:
encontrei uma gatinha super querida recem-nascida...será q tas (ão) interessado(s) em ficar com ela? vê no meu blog
**S

tb disse...

Há muito tempo que não vinha até ao teu inferno, mas não me esqueci ainda do caminho. :)
Sempre aquele olhar mordaz que desperta olhares que andam ensonados. :)
O resto só se resolve quando o mundo for de todos.
Beijo

Professorinha disse...

O nosso caminho dirige-se mais depressa para o Bangladesh do que para outra coisa...

Performances disse...

Eehehe.. Bom blog, parabéns, passaremos por cá com frequencia! :-)

Lelo disse...

Não poderia esncontrar melhores palavras para descrever o que senti que as tuas.

Cati disse...

E havia de estrebuchar ainda mais!!! Estrebuchemos todos até que algo mude! Chega de silêncio! Até quando vamos levando porrada e seremos saco de pancada?

Bem diz o amigo Gabriel...
Muda que quando a gente muda o mundo muda com a gente
A gente muda o mundo na mudança da mente
E quando a mente muda a gente anda pra frente
E quando a gente manda ninguém manda na gente

Na mudança de atitude não há mal que não se mude nem doença sem cura
Na mudança de postura a gente fica mais seguro
Na mudança do presente a gente molda o futuro


Mudemos de postura! Para que o futuro não seja tão negro...

Nanny disse...

A coisa tá a ficar muito preta, podes crer!!!

:-((

Diabólica disse...

Não sei até quando vamos continuar a ser submissos, a ser saca de pancada.

Escolhes-te uma banda sonora que traduz em tudo a nossa inércia, e naquilo em que o nosso país se transformou.

O Gabriel o pensador é um magnífico cantor de intervenção social.

Convém que alguns Portugueses o comecem a ouvir, pode ser que acordem estas mentes adormecidas.

Beijos diabólicas.

Carla disse...

hipocrisia...a palavra certa
beijos

tulipa_negra disse...

Caros diabinhos,

o meu blog vai deixar de ser "público", mas gostava de enviar-vos um convite para terem acesso.
Podem enviar-me um mail? (tulipa_n@yahoo.com)

obg e bjs

Å®t Øf £övë disse...

Belzebeu,
Eu diria que também a Europa acabou por mergulhar numa Hipo-crise sem precedentes.
Abraço.